A Reintroducao nao muda os valores da igreja, dizem os bispos

02 de maio de 2005

Washington (UMNS) – A decisao de reintroduzir uma pastora Metodista que perdeu suas credenciais clericais em dezembro sob as leis da igreja a respeito da pratica da homossexualidade “ de maneira nenhuma muda os valores em nosso Livro dos Canones”, de acordo com a denominacao dos Conselho dos Bispos”.

Numa declaracao feita em 01 de maio na reuniao de inicio do primeiro semestre dos bispos em Washington, o conselho do comite executivo disse que a decisao de 29 de abril do Comite Jurisdicional do Nordeste em Apelacao foi baseada no erro legal, nao na perda da evidencia. “ Isto significa que as razoes para um veredicto culpado nao foram questionadas, mas o caso foi mudado em duas questoes do processo legal,” afirma a declaracao.

Irene Elizabeth “Beth” Stroud da Philadelphia apelou pelo seu caso apos o processo do tribunal da Conferencia Annual (regional) da Igreja Metodista do Leste da Pennsylvania declara-la culpada em 02 de dezembro por violacao de lei da igreja, que proibe a ordenacao e nomeacao de “auto-permissao de praticas homossexuais.”

Stroud continuou  a trabalhar na Primeira Igreja Metodista de Germantown na Philadelphia como pessoa leiga quando o tribunal lhe tirou suas credenciais clericais. Ela tinha informado sua congregacao em abril de 2003 que ela estava vivendo um relacionamento com outra mulher.

Neste parecer, o comite de apelacao deixa de lado o veredicto e a pena, que automaticamente reintroduziu Stroud a posicao de clerigo. Isto defendeu parte da decisao do processo tribunal, mas anulou o veredito em 8-1 voto, citando erros legais no processo.

A Conferencia do Leste da Pennsylvania tem 30 dias para arquivar uma apelacao da decisao do comite para o Conselho Judicial, o supremo tribunal da denominacao.

Em uma declaracao do Bispo Marcus Matthews em 29 de abril, que preside a conferencia, ele disse, “Agora nos vamos levar um tempo para minuciosamente e atenciosamente assimilar a decisao do Comite de Apelacao e levar em consideracao as leis da Igreja Metodista e o parecer do Conselho Judicial considerando nossas proprias opcoes e tomar a decisao em como proceder.”

O Conselho dos Bispos encorajou os membros da igreja a “ser pacientes com a importancia do processo legal involvida” e ressaltou que o processo de apelacao “e uma importante parte do nosso Livro dos Canones.”

Nesta reuniao do Conselho dos Bispos hoje em Washington , Dc

para inicio do primeiro semestre, nos continuaremos a enfocar em “Fazer discipulos de Jesus Cristo para a transformacao do mundo.” Muitos de nossos encontros serao centrados nestes pontos agucados, incluindo os relatorios de Area de cada Bispo sobre nosso progresso em fazer discipulos.

Entretanto, a comunicacao dos resultados da audiencia pelo Comite Jurisdicional de Apelacao no caso Beth Stroud foi recebida, e nos do Comite Executivo do Conselho de Bispos queremos encorajar tosdos os metodistas a serem pacientes com a importancia dos processos legais envolvidos.

O Comite de Jurisdicao de Apelacao do Noroeste mudou a decisao do processo baseada em algumas particularidades. Ela tambem declarou que “a evidencia no suporte da acusacao foi esmagadora e seria suportada pela absencia de erro legal. O comite concluiu que “erro legal viola o veredicto em dois independents aspectos.” Isto significa que as razoes para um veredito culpado nao foram questionadas, mas o caso foi mudado em duas questoes do processo legal. A Conferencia do Leste da Pennsylvania tem 30 dias para apelar esta decisao.

A decisao do Comite de Jurisdicao de Apelacao do Noroeste de maneira nenhuma muda os valores do Livro dos Canones.

Nos, como Comite Executivo do Conselho, afirmamos nosso compromisso de defender todas as clausulas do Livro dos Canones, e convidamos a todos para unir-se a nos em paciencia e oracao por um resultado justo.

Contato para Comunicacao: Linda Bloom, New York , (646)369-3759  ou  newsdesk@umcom.org.